Blog
29 JUN 2021
Resenha da semana - Entre Lidas e Vindas

Temperatura caiu: 7 livros que se passam no frio para te fazer entrar no clima


O inverno chegou com tudo, e a nossa região já teve até registro de neve nesta semana. Já pensou em preparar um chocolate quente, pegar uma coberta e escolher um livro bom pra entrar no clima? Sei que muita gente prefere essa estação pra ler... por isso decidi fazer uma lista de livros em que a história se passa no frio, ou que simplesmente combinem com esse momento! Prepara tudo aí e vamos lá:

1 - A menina na neve, de Eowyn Ivey

Um lugar especialmente difícil para os recém-chegados Jack e Mabel. Sem filhos, eles estão se afastando um do outro cada vez mais ― ele, no duro trabalho da fazenda, ela, se perdendo na solidão e no desespero. Em um dos raros momentos juntos durante a primeira nevasca da temporada, eles fazem uma criança de neve. Na manhã seguinte, ela simplesmente desaparece. Jack e Mabel avistam uma menina loira correndo por entre as árvores, mas a criança não é comum. Ela caça com uma raposa-vermelha ao lado e, de alguma forma, consegue sobreviver sozinha no rigoroso inverno do Alasca. Enquanto o casal se esforça para entendê-la ― uma criança que poderia ter saído das páginas de um conto de fadas ―, eles começam a amá-la como se ela fosse filha deles. No entanto, nesse lugar bonito e sombrio, as coisas raramente são como aparentam ser, e o que aprendem sobre essa misteriosa menina vai transformar a vida de todos eles.
 


2 - Deixe a Neve Cair, de John Green

Na noite de natal, uma tempestade inesperada de neve transforma uma pequena cidade num refúgio romântico inusitado, do tipo que se vê apenas em filmes. Bem, mais ou menos. Porque ficar presa à noite dentro de um trem retido pela nevasca no meio do nada, correr com amigos como frio congelado até uma lanchonete mais próxima ou lidar sozinha com uma tristeza pela perda de namorado ideal não é causado por momentos românticos para quem espera encontrar o verdadeiro amor. Mas os autores mais vendidos de John Green, Maureen Johnson e Lauren Myracle revelam uma magia surpreendente de Natal, três hilários e encantadores contos de amor, interligados, com romances, aventuras e beijos de tirar o fôlego. Quando o trem deve levar o Jubileu para uma neve na Flórida, ela decide se aventurar do lado de fora. Por sorte, encontra uma lanchonete aberta: uma Waffle House, onde conhece Stuart, um rapaz que ainda não se recuperou totalmente de um coração partido. Enquanto isso, Tobin e seus amigos, JP e Duke, estão curtindo a vida de Natal escondida em casa, assistindo uma maratona de James Bond. Mas, apesar da nevasca, os três decidem enfrentar a noite fria e seguem para a Waffle House da cidade - ou assim eles pensam ... Já na vida de Addie parece miserável desde o término do seu namoro. Agora, um dia depois do Natal, ela precisa provar que não é egoísta - e fará tudo para cumprir uma promessa, mesmo que isso signifique matar o passado. Os jovens desses contos têm mais em comum que apenas uma nevasca que isola a cidade.

 


3 - O Presente do Meu Grande Amor

Se você gosta do clima de fim de ano e tudo o que ele envolve — presentes, árvores enfeitadas, luzes pisca-pisca, beijo à meia-noite —, vai se apaixonar por O presente do meu grande amor . Nas doze histórias escritas por alguns dos mais populares autores da atualidade, há um pouco de tudo, não importa que você comemore o Natal, o ano-novo, o Chanucá ou o solstício de inverno.

Organizado pela autora Stephanie Perkins, o livro traz contos de escritores como Gayle Forman, David Levithan, Ally Carter, Holly Black e outros.

 


4 - Boneco de Neve, de Jo Nesbo

Considerado pelo jornal inglês The Guardian o livro mais ambicioso de Jo Nesbø e comparado a O silêncio dos inocentes pelo The Times, Boneco de Neve é seu livro mais arrepiante.A primeira neve do ano cai sobre Oslo num dia frio de novembro. Birte Becker chega do trabalho e elogia o boneco de neve que o marido e o filho fizeram no jardim. Os dois ficam surpresos - eles não tinham feito boneco nenhum. Ao olhar pela janela, o menino Jonas nota que a figura branca está virada para a casa, com os olhos negros voltados para a janela. Para eles. Quando o inspetor Harry Hole recebe uma carta do autointitulado Boneco de Neve, não desconfia do tenebroso significado dessa alcunha. Somente após descobrir alarmantes traços em comum entre vários desaparecimentos na Noruega, o policial percebe que está envolvido numa trama muito maior, capaz de testar os limites de sua sanidade.Embora seja comum que desaparecidos retornem justificando o sumiço com um motivo banal, ele suspeita haver uma ligação entre o fatídico destino da mãe de Jonas e a carta que recebera assinada pelo Boneco de Neve. Enquanto avançam nas investigações, o inspetor e sua equipe se veem diante de vários casos similares não solucionados na última década: todas as vítimas são mulheres casadas e com filhos, sempre na primeira neve do ano.



5 - O Morro dos Ventos Uivantes, de Emily Brontë

Caro leitor, você está prestes a adentrar o inferno. Mas não hesite: a viagem valerá cada segundo. Essa é uma história de amor e obsessão. E de purgação, crueza, devastação. No centro dos acontecimentos estão a voluntariosa e irascível Catherine Earnshaw e seu irmão adotivo Heathcliff. Rude nos modos e afetos, humilhado e rejeitado, ele aprende a odiar; mas com Catherine desenvolve uma relação de simbiose, paixão e também perversidade. Nada destruirá a essência desse laço - mas quando ela se casa com outro homem, por convenções sociais, as consequências são irreparáveis para todos em volta.

 


6 - Mitologia Nórdica, Neil Gaiman

Uma jornada da origem do universo até o fim do mundo.

Quem, além de Neil Gaiman, poderia se tornar cúmplice dos deuses e usar de sua habilidade com as palavras para recontar as histórias dos mitos nórdicos? Fãs e leitores sabem que a mitologia nórdica sempre teve grande influência na obra do autor. Depois de servirem de inspiração para clássicos como Deuses americanos e Sandman, Gaiman agora investiga o universo dos mitos nórdicos. Em Mitologia nórdica, ele vai até a fonte dos mitos para criar sua própria versão, com o inconfundível estilo sagaz e inteligente que permeia toda a sua obra.

Fascinado por essa mitologia desde a infância, o autor compôs uma coletânea de quinze contos que começa com a narração da origem do mundo e mostra a relação conturbada entre deuses, gigantes e anões, indo até o Ragnarök, o assustador cenário do apocalipse que vai levar ao fim no mundo. Às vezes intensos e sombrios, outras vezes divertidos e heróicos, os contos retratam tempos longínquos em que os feitos dos deuses eram contados ao redor da fogueira em noites frias e estreladas.
 


7 - O Caderninho de Desafios de Dash & Lily, de David Levithan e Rachel Cohn

O mais novo livro de David Levithan, autor de Will & Will e Todo dia Lily sente que chegou a hora de se apaixonar. Para achar sua cara-metade, ela vai contar com a ajuda do irmão, que ajuda a garota a criar uma série de tarefas num caderno vermelho. Quem o encontrar, em meio às prateleiras da mais caótica livraria de Manhattan, deve aceitar ou não seu desafio. Dash, um lobo solitário, encontra o moleskine em sua livraria predileta, e os dois ousam trocar sonhos, desafios e desejos nas páginas do caderninho que será achado e perdido sucessivamente nos mais diferentes locais da cidade.

 



E pra finalizar, a ótima notícia pra quem é de Criciúma e região: a coluna ganhou um cupom de desconto pra chamar de nosso na Livraria Ponto e Vírgula, localizada no Shopping Della, em Criciúma! Quem é leitor daqui tem 15% de desconto nos livros citados ou em livros que já têm resenha na coluna (rola essa página pra baixo e acompanha!). É só falar com a Grazi ou com o Rodrigo e avisar que leu sobre o livro aqui, na Entre Lidas e Vindas!

E a gente segue conversando pelo e-mail entrelidasevindas@engeplus.com.br ou pelo perfil @entrelidasevindas, no Instagram. O que você acha sobre o assunto? Te espero lá.