Blog
05 OUT 2021
Mês das Crianças no Della

Quiosque literário vira atração no mês das crianças no Shopping Della

Ação especial segue até o fim de outubro com edições de livros especiais e contação de histórias

 

Outubro chegou e para comemorar o mês destinado às crianças o Shopping Della lança a partir desta quarta-feira, dia 6, um quiosque literário voltado especialmente para o público infantil. O espaço ficará no térreo do empreendimento. Além de diversas opções de compra de livros diferenciados e especiais, todos os sábados do mês serão marcados por contações de histórias, conduzidas pelo ator e mediador literário Rodrigo Calistro, da Livraria Ponto e Vírgula. As sessões de muita história e magia, acontecerão no primeiro andar do empreendimento, sempre às 11h e às 14h e terão 45min de duração. Já o quiosque funcionária todos os dias até o dia 30/10 nos mesmos horários do shopping.

A gerente de marketing do Della, Greici Lima, explica que o conceito da ação é estimular a imaginação das crianças em um ambiente lúdico que valoriza a leitura. “Ler é apaixonante e para criar uma nova geração de leitores é preciso cultivar o hábito desde cedo. Nosso intuito é mostrar para as crianças as infinitas possibilidades que são criadas quando se abre um livro com diferentes texturas, sons e experiências. As edições são ainda uma ótima opção de presente para a data”, expressa.

O contador de histórias e proprietário da Livraria Ponto e Vírgula, Rodrigo Calistro conta que a qualidade agregada nos exemplares se dá em parceria com editoras como Estrela Cultural e Catapulta. “Além de livros especiais e diferenciados e com recursos que ajudam a despertar a imaginação dos pequenos, as histórias serão contadas de forma interativa e com muita mágica”, afirma.

06 AGO 2021
Resenha da semana - Entre Lidas e Vindas

6 Dicas para presentar seu pai no próximo domingo



Já pensando no presente de Dia dos Pais para o próximo domingo? As opções nesta data são as mais variadas, mas que tal tentar algo diferente neste ano? Considere dar um livro de presente!

Para te ajudar a escolher, a Amanda selecionou 6 dicas que podem agradar. Todas as opções abaixo (e inúmeras outras) estão disponíveis na livraria Ponto e Vírgula, do Shopping Della! Vamos lá:

1 - Mitologia Nórdica, de Neil Gaiman



Quem, além de Neil Gaiman, poderia se tornar cúmplice dos deuses e usar de sua habilidade com as palavras para recontar as histórias dos mitos nórdicos? Fãs e leitores sabem que a mitologia nórdica sempre teve grande influência na obra do autor. Depois de servirem de inspiração para clássicos como Deuses americanos e Sandman, Gaiman agora investiga o universo dos mitos nórdicos. Em Mitologia nórdica, ele vai até a fonte dos mitos para criar sua própria versão, com o inconfundível estilo sagaz e inteligente que permeia toda a sua obra.

Fascinado por essa mitologia desde a infância, o autor compôs uma coletânea de quinze contos que começa com a narração da origem do mundo e mostra a relação conturbada entre deuses, gigantes e anões, indo até o Ragnarök, o assustador cenário do apocalipse que vai levar ao fim no mundo. Às vezes intensos e sombrios, outras vezes divertidos e heroicos, os contos retratam tempos longínquos em que os feitos dos deuses eram contados ao redor da fogueira em noites frias e estreladas.


2 - Lutando na Espanha, de George Orwell
 

Em dezembro de 1936, pouco antes da Segunda Guerra Mundial, a Espanha vivia um conflito armado. Aos 33 anos, George Orwell viaja para a Catalunha a fim de fazer a cobertura jornalística da Guerra Civil, mas quase de imediato se alista nas brigadas populares para combater o exército fascista do general Franco: “Naquele tempo e naquela atmosfera parecia a única coisa imaginável a se fazer”.

Misto de relato autobiográfico, narrativa de guerra e literatura de viagem, a que se soma também a análise geopolítica de seu tempo, Lutando na Espanha é a reunião de dois livros: Homenagem à Catalunha e Recordando a Guerra Civil Espanhola. Esta edição, com tradução de Ana Helena Souza, apresentação de Filipe Figueiredo e Matias Pinto – Xadrez Verbal – e ilustrações de Rodrigo Rosa, acompanha uma seleção de cartas, resenhas e comentários de Orwell sobre suas memórias do conflito, seus comentários à imprensa e trocas de cartas afetivas sobre o período que mudou definitivamente sua percepção de mundo. Pouco antes de morrer, em 1949, afirmou que “toda linha de texto sério que escrevi desde 1936 foi escrito, direta ou indiretamente, contra o totalitarismo”. Os textos contidos em Lutando na Espanha nos mostram a formação de um escritor e humanista, sensível aos fenômenos de seu tempo.

3 - O Clube do Crime das Quintas-Feiras, de Richard Osman
 


Toda quinta, em um retiro para aposentados no sudeste da Inglaterra, quatro idosos se reúnem para ― segundo consta na agenda da sala de reunião ― discutir ópera japonesa. Mas não é bem isso que acontece ali dentro. Elizabeth, Ibrahim, Joyce e Ron usam o horário para debater casos policiais antigos sem solução, confiantes de que podem trazer justiça às vítimas e encontrar os responsáveis por algumas daquelas atrocidades do passado.

Com todos os integrantes acima dos setenta anos, o Clube do Crime das Quintas-Feiras não é a equipe de detetives mais convencional em que se conseguiria pensar, mas com certeza está mais do que acostumada a fortes emoções. Afinal, Joyce foi enfermeira por décadas, Ibrahim ajudou pacientes psiquiátricos em situações dificílimas, Ron era um
reconhecido líder sindical e Elizabeth... bom, digamos que assassinatos e redes de contatos sigilosas não eram nenhuma novidade para ela.

Quando um empreiteiro local com projetos bastante questionáveis na cidade aparece morto, o grupo tem a oportunidade de seguir as pistas de um caso atual. Apostando em seus semblantes inocentes e habilidades investigativas estranhamente eficazes ― além de trocas de favores clandestinas com a polícia, que, apesar de todos os esforços, parece estar sempre um passo atrás de seus colegas amadores ―, os quatro amigos embarcam em uma aventura na qual as mortes do presente se entrelaçam com antigos segredos, e em que saber demais pode trazer consequências perigosas.

4 - Maus, de Art Spiegelman
 


Maus ("rato", em alemão) é a história de Vladek Spiegelman, judeu polonês que sobreviveu ao campo de concentração de Auschwitz, narrada por ele próprio ao filho Art. O livro é considerado um clássico contemporâneo das histórias em quadrinhos. Foi publicado em duas partes, a primeira em 1986 e a segunda em 1991. No ano seguinte, o livro ganhou o prestigioso Prêmio Pulitzer de literatura. A obra é um sucesso estrondoso de público e de crítica. Desde que foi lançada, tem sido objeto de estudos e análises de especialistas de diversas áreas - história, literatura, artes e psicologia. Em nova tradução, o livro é agora relançado com as duas partes reunidas num só volume. Nas tiras, os judeus são desenhados como ratos e os nazistas ganham feições de gatos; poloneses não-judeus são porcos e americanos, cachorros.

Esse recurso, aliado à ausência de cor dos quadrinhos, reflete o espírito do livro: trata-se de um relato incisivo e perturbador, que evidencia a brutalidade da catástrofe do Holocausto. Spiegelman, porém, evita o sentimentalismo e interrompe algumas vezes a narrativa para dar espaço a dúvidas e inquietações. É implacável com o protagonista, seu próprio pai, retratado como valoroso e destemido, mas também como sovina, racista e mesquinho. De vários pontos de vista, uma obra sem equivalente no universo dos quadrinhos e um relato histórico de valor inestimável.

5 - O jeito Harvard de Ser Feliz, de Shawn Achor
 


Você não precisa ter sucesso para ser feliz, mas precisa ser feliz para ter sucesso A sabedoria popular diz que se nos empenharmos teremos sucesso, e se tivermos sucesso, então poderemos ser felizes. Se pudéssemos encontrar aquele emprego dos sonhos, ter mais uma promoção, perder aqueles três quilos, a felicidade viria. Mas descobertas recentes no campo da psicologia positiva têm demonstrado que essa fórmula funciona na verdade de maneira inversa: é a felicidade que impulsiona o sucesso, e não o contrário.

Quando somos positivos, o nosso cérebro se envolve mais, torna-se mais criativo, motivado, energizado e produtivo no trabalho. Este não é um simples mantra vazio. A descoberta foi repetidamente comprovada por rigorosas pesquisas nos campos da psicologia e da neurociência, estudos de gestão e resultados financeiros de organizações ao redor do mundo. Este livro não discute apenas como ser mais feliz, trata de nos ensinar a colher os frutos de uma atitude mental mais positiva que proporcione efeitos extraordinários no nosso trabalho e na nossa vida, sendo leitura obrigatória para todos aqueles que buscam a excelência em um mundo onde a carga de trabalho, o estresse e o negativismo estão cada vez maiores.

6 - Do Mil ao Milhão - sem cortar o cafezinho, de Thiago Nigro
 


Em seu primeiro livro, Thiago Nigro, criador da plataforma O Primo Rico, ensina aos leitores os três pilares para atingir a independência financeira: gastar bem, investir melhor e ganhar mais. Por meio de dados e de sua própria experiência como investidor e assessor, Nigro mostra que a riqueza é possível para todos – basta estar disposto a aprender e se dedicar.

Quem é leitor daqui tem 15% de desconto nos livros citados ou em livros que já têm resenha na coluna (rola essa página pra baixo e acompanha!). É só falar com a Grazi ou com o Rodrigo e avisar que leu sobre o livro aqui, na Entre Lidas e Vindas!
12 JUL 2021
Resenha da Semana - Entre Lidas e Vindas

Resenha – Teto para dois, de Beth O'Leary
 

Quem está procurando um livro de comédia romântica para aproveitar o fim de semana acabou de achar. Teto para Dois é uma história leve e que cumpre o objetivo de arrebatar o leitor. Uma história de amor que começa tranquila e termina da mesma forma, deixando um gostinho de quero mais.


Tiffy acabou de terminar com o ex-namorado com quem morava e precisa de um lugar para morar. Com uma renda baixa, ela não tem muitas opções disponíveis que cabem no seu orçamento. Mas um anúncio chama a atenção: a possibilidade de alugar um apartamento de um quarto, onde mora um rapaz chamado Leon. A ideia: eles dividirão a mesma cama, já que ele fica no apartamento apenas durante o dia e trabalha no período da noite. Ela utiliza a cama durante a noite, e trabalha nas manhãs e tardes.


Tudo funcionou muito bem por alguns meses, sem que os dois nem sequer tivessem se visto. Durante este tempo, eles conversam por meio de bilhetes espalhados pela casa. É uma fase gostosa de acompanhar, em que os protagonistas buscam se conhecer melhor de uma forma diferente da convencional.
Tudo começa a mudar quando eles se encontram, sem querer, em uma situação constrangedora. A partir daí os colegas de apartamento começam a se ver pessoalmente em outras ocasiões, e isso dá início a uma história boa de acompanhar.
Particularmente, adorei Leon, o protagonista. Apesar de uma série de dificuldades impostas pela vida, é evidente como ele quer ajudar o próximo sempre que possível. Ele é cuidador em uma casa de idosos, e acaba trazendo isso para a vida pessoal. Com o passar das páginas, ele começa a ajudar a própria Tiffy, sua colega de quarto com quem conversava via bilhetes.


Tiffy também é uma personagem bacana. Apesar de ganhar pouco no trabalho, adora o que faz. Ela é editora de livros focados no nicho do crochê. Achei uma personagem despojada e que não dá muita importância para o que os outros estão pensando dela. Ela enfrenta problemas pessoais sérios com o ex-namorado, e é muito importante o rumo que o livro dá para esse relacionamento e para o desenrolar das coisas.
Enfim, Teto para Dois é um livro de 392 páginas fáceis de serem lidas. Apesar de ser um pouco maior do que o costume, é totalmente possível ler em um fim de semana. Por isso, fica a recomendação para esse sábado!
 

E pra finalizar, a ótima notícia pra quem é de Criciúma e região: leitores da coluna ganham desconto na Livraria Ponto e Vírgula, aqui no 1º andar do Shopping Della! Quem é leitor daqui tem 15% de desconto nos livros citados ou em livros que já têm resenha na coluna (rola essa página pra baixo e acompanha!). É só falar com a Grazi ou com o Rodrigo e avisar que leu sobre o livro aqui, na Entre Lidas e Vindas!

01 JUL 2021
Lançamento Literário acontece na Livraria Ponto e Vírgula

Jovem de 19 anos lança seu primeiro livro no Shopping Della

 

Criciumense Matheus Dutra estará na Livraria Ponto e Vírgula neste sábado, dia 3, na Livraria Ponto e Vírgula

Escrever foi a maneira que o jovem de 19 anos, Matheus Dutra, encontrou para lidar com as dificuldades encontradas por ser um menino negro e de baixa renda. Sua primeira obra de poesias “Versos Transcorridos, não julgue um livro pela capa” será lançada neste sábado, dia 3, na Livraria Ponto e Vírgula do Shopping Della, das 10h às 17h.

O autor conta que sua inspiração para o livro são pessoas. Pessoas comuns que batalham pelos sonhos, resistem ao preconceito e não desistem de continuar lutando. “Me inspirei em pessoas que resistem à depressão e às drogas para investir nos estudos. Em pessoas que se levantam às cinco horas da manhã para dar de comer para seus filhos e então ir trabalhar. Enfim, pessoas”, ressalta.

A escolha do local para o lançamento foi proposital. Matheus conta que sempre gostou de procurar locais literários e encontrou na Ponto e Vírgula um espaço acolhedor para sua obra. “Além do preço acessível e da organização do local de forma receptiva, a atenção que recebi na livraria foi diferenciada”, compartilha.

De acordo com o proprietário da livraria, Rodrigo Calistro, durante o dia o autor fará algumas inserções com declamação de poesias do livro para o público. “Nos percebemos como propulsores de jovens talentos e escritores que encontram na escrita uma forma de compartilhar sua visão de mundo”, reforça.

Mais sobre o autor

Desde cedo, Matheus apresentava uma enorme dificuldade para leitura e somente conseguiu ler e ser plenamente alfabetizado perto dos seus oito anos de idade. A persistência, apoio dos familiares, benfeitores e amigos, fez o jovem não desistir e superar a enorme barreira que estava entre ele e a alfabetização. Aos 12 anos, começou a escrever pequenos contos, histórias e poemas. Atualmente é graduando em Jornalismo na Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC).

22 JUN 2021
Entre Lidas e Vindas - Resenha: Em um bosque muito escuro

Resenha – Em um bosque muito escuro

Nora, uma escritora de romances policiais, não vê sua amiga Clare há dez anos. Ela e Clare costumavam ser melhores amigas na época de escola, mas isso mudou quando Nora decidiu deixar toda sua vida para trás e tentar algo novo (a carreira de escritora) longe da cidade que conhecia.

Certo dia, Nora recebe via e-mail um convite para a festa de despedida de solteira de Clare. Quem fez o convite foi Flo, uma menina que se intitulava a melhor amiga da noiva. Primeiro, ela achou ser um engano, e decidiu não responder. Algum tempo depois, no entanto, Flo enviou um email específico para Nora, pedindo para que ela confirmasse a presença, insistindo que Clare desejava sua presença.

Depois de acertar alguns detalhes com Nina, uma outra amiga dos tempos de escola com quem Nora se encontrava com maior frequência, as duas decidem comparecer à festa, que aconteceria em uma casa no meio de uma floresta em uma cidade distante de Londres.

Quando chegam lá, Nora e Nina descobrem que a festa, que vai durar todo um fim de semana, só terá a presença de poucas pessoas: elas duas, Clare e Flo, e outros dois amigos da noiva. As estranhezas não param por aí: Nora não entende a adoração que Flo parece ter por sua ex melhor amiga, e algumas das atividades escolhidas para o fim de semana não são habituais de uma despedida de solteira. É o caso de uma visita a um clube de tiro ao alvo da cidade, por exemplo.

Dois dias depois, Nora acorda no hospital, sem lembrar do que aconteceu. Ela percebe que está bastante machucada, mas não tem recordações das últimas horas. A única coisa que sabe, após ouvir uma conversa entre policiais que estão em sua porta, é que alguém foi assassinado. Ela passa a lutar, na cama do hospital, para se lembrar o que aconteceu, quem morreu e quem foi o assassino!

Em um bosque muito escuro figurou entre a lista de mais vendidos do New York Times. A autora, Ruth Ware, já teve o livro A mulher da cabine 10 nesta mesma lista.

E pra finalizar, a ótima notícia pra quem é de Criciúma e região: a coluna ganhou um cupom de desconto pra chamar de nosso na Livraria Ponto e Vírgula, localizada aqui no 1º andar do Shopping Della! Quem é leitor daqui tem 15% de desconto nos livros citados ou em livros que já têm resenha na coluna (rola essa página pra baixo e acompanha!). É só falar com a Grazi ou com o Rodrigo e avisar que leu sobre o livro aqui, na Entre Lidas e Vindas!